quinta-feira, 10 de maio de 2007

te he perdido?


- te he perdido porque no estas... a veces te busco y no logro hallarte y miro entre las líneas pero no te encuentro... no te encuentro B.


- que paso??? - dices


- no se...simplemente desapareciste... así.... de repente, como si te hubiera olvidado..pero no!!! te recuerdo y te extraño...será que cambie y no te gusta...o quizás en mis mierdas te descuidé y te escapaste... Dime!?!
















Não me perguntem, antes me perdoem, o porquê do texto em espanhol mas li algo parecido e disse: "É isto que eu quero dizer-te..."




4 comentários:

F. Antunes disse...

O comentário vai neste post, apesar de ter estado a ler o blog todo. Intrigou-me um anónimo a acusar-te indirectamente de ser "chato". Incomodou-me, até. Não penso que seja justo chamar chato a alguém que consegue exprimir os seus sentimentos através da escrita, de uma forma que poucos, por falta de coragem ou por falta de capacidade, conseguem. Só por isso, os meus parabéns a ti.

L, G, B ou T, rosa choque, azul ou verde, isso a mim pouca diferença faz. O que sei é que terás aqui um amigo para sempre, mesmo estando longe, mesmo não falando contigo todos os dias ou sequer todos os meses.

Por te conhecer, talvez não tão bem como penso, mas acredito que sim, sinto que devo dizer (apesar de achar que já lá chegaste sozinho) que Ele está sempre connosco (esta parte já tu sabes), seja qual for a nossa cor. Ao contrário do que alguns nos querem fazer querer, Ele não nos esquece por sermos isto ou aquilo. E como Ele, com todo o desplante de a Ele me comparar, também eu estarei sempre contigo, fisicamente separado pela distância a que os meus sonhos me levaram, mas com a proximidade de um pensamento, de uma memória feliz.

Gostei do blog. Não sei, por total ignorância minha, distinguir a realidade da "virtualidade", mas os sentimentos parecem-me bastante verdadeiros e por isso tenho que te desejar os mais sinceros parabéns.. pela forma como os exprimes.

Até um dia destes, que já faltam pouco mais de duas semanas para eu estar de volta ao país que me viu nascer.. :) (Quando eu estiver aí não te livras de ir tomar café comigo, pôr a conversa em dia).

"Até já"..

pedropina disse...

............gostei muito....


principalmente por ser em espanhol...axo k percebi pk...e tenho essa sonoridade a martelar.me na cabeça "no te encuentro..."


mas nao tentes encontrar a razao....aceita-a

p.p.

Martinha disse...

Antes de mais, deixa-me que te diga Hugo que postares o texto em espanhol foi uma boa opção. Uma ideia muito original, sem dúvida.
Digo isto, não só porque gosto imenso da língua espanhola, como também gosto da variedade e originalidade dos teus posts. ;)

Pois bem... o texto não me surpreende muito. Vai na linha daquilo que tens tratado aqui.
Olha que eu também não saberia a minha razão aparente, para te perguntar o porquê deste texto...

Beijinho *

O que te vai na alma!! disse...

admito k so agora li com mais atenção..
Achas k B. desapareceu?
Explica-lhe pk achas isso... pk se calhar ele nao sabe!!

abraço