sexta-feira, 8 de agosto de 2008

moinhos....





"Tenho um enorme moinho na cabeça.
Um moinho de vento com enormes pás.

Um moinho de ideias movidas a vento.
Não importa se boas!
Não importa se más!

Cada pá que desce ajuda outra a subir.
Não interessa se mais depressa!
Não interessa se mais devagar!

(silêncio)

Até que o vento começa a parar...

Então as pás não mexem!
Não hesitam!
Não quebram!
Não queixam!
Os laços desleixam e as ideias esquecem...

Sem o teu sopro – Mulher – os moinhos adormecem."





encontrado algures por ai. dedicado a vocês!
não deixem parar o moinho!